Recursos motivacionais para cumprir os propósitos de ano novo

recursos motivacionaisTodos os anos preparamos nossa lista de propósitos de ano novo com as melhores intenções, mas conforme vão passando os meses, a vontade de mudança vão diminuindo. Como evitá-lo?

Desta vez, você vai a sério, por onde começo?

Existem dois tipos de motivação, a extrínseca, em que o que nos estimula são os fatores externos, e a intrínseca, que nasce do nosso interior. Na primeira, os atos realizam-se com o fim de obter um estímulo externo (por exemplo, um reconhecimento social), mas na segunda, desfruta-se do processo, se realiza a ação pelo simples fato de ouvi-las, não só se valoriza o resultado final.

A motivação intrínseca está relacionada com os desejos de desenvolvimento pessoal e auto-realização. Se a encontramos, nossos propósitos resistirão melhor a passagem do tempo. Embora às vezes a extrínseca pode ajudar-nos a cumprir algumas tarefas que não nos apaixonam, mas que são imprescindíveis para a obtenção de algum objetivo que nós podemos dizer.

Tendo isto em conta, antes de começar a lista de propósitos de Ano Novo, tem melhor resultado formulamos como uma pergunta. Em vez de escrever, Vou aprontar-me para ir ao ginásio”, cuestionarnos primeiro, Quero ir ao ginásio?” E ser sinceros em nossa resposta. Talvez queremos nos iniciar no esporte, mas o ginásio não motiva-nos especialmente. Nesse caso, é aconselhável seguir perguntando, até encontrar a opção que realmente nos dê vontade de se mover.

Além disso, ao responder afirmativamente a cada questão, assumimos um compromisso maior. A Universidade da Califórnia publicou em julho de 2016 uma revisão de 51 estudos que observou que quando expressamos nossos propósitos como perguntas, temos mais chances de sucesso em sua realização, pois identificamos melhor quais são as nossas metas e o que implica nos orientar para elas.

O bem-estar emocional é a chave quando precisamos vencer a preguiça temos vontade de jogar a toalha. Neste sentido, a prática de mindfulness também nos ajuda a esclarecer os nossos objetivos, e colocar o foco de nossa atenção para levá-los a cabo. Se este ano queremos uma transformação real, mudar de atitude frente às dificuldades e aprender a parar a mente quando começa a andar de um lado para o outro, é o melhor ponto de partida.
Seus Propósitos de ano novo, com fundamento

Pensar propósitos de ano novo é algo muito comum, apesar de concretizá-los, já não tanto. Um exemplo que nos dá o Instituto de Pesquisa Statistic Brain, que conta que apenas 8% dos americanos consegue cumpri-los com sucesso. A própria experiência pode nos dar dados semelhantes, e quando isso acontece, a falta de concretização de realismo tem muito que ver.

Como preparar a lista

Fatores a ter em conta ao escolher nossos objetivos: Poucos e bem definidos: fixar mais de dois objectivos a cumprir costuma acabar em abandono. É melhor ficar com um que realmente nos motiva e ser o mais específicos possíveis ao defini-lo.

Em vez de eu Vou fazer esporte” Vou emagrecer”, melhor especificar: Vou fazer a natação e vou, toda terça e quinta-feira às oito da manhã” Vou visitar o nutricionista para que eu orientação e me guie em uma dieta saudável, com a perder cinco quilos neste ano”.

Realistas: deixar nossa zona de conforto é muito bom, mas alguns desafios (correr, meditar…) necessitam de um aumento de tempo progressivo. Tentar começar por uma hora por dia é provável que nos esgota e nos desmotive.

Dividir e conquistar: Estabelecer objetivos intermediários é fundamental para ter sucesso, pense em algo que pretende alcançar a longo prazo, e depois divídelo em todos os pequenos passos que te ajudarão a alcançar a meta. Concentre-se em ir completando cada vez que o próximo passo que você toca, e evitar stress e será mais fácil.

Que fazer para obtê-los

Já tem seus propósitos definidos, o próximo, que toca um pouco de organização: Escreve o que quiser: um bom planejamento passa por marcar o que quiser e os passos que você vai dar para alcançá-lo. Não deixe que a rotina te faça esquecer os seus desejos. Inseri-los bem grandes, com letras marcantes, e ponha-os em lugar visível.

Fixa um horário: em vez de marcar uma data limite final, é muito mais eficaz de fixar um horário e segui-lo. Desta forma, cumprindo a cada semana, conseguiremos chegar ao nosso objetivo.

Não importa se é um pouco mais tarde, mais cedo do que o previsto. Se definir uma data limite, sem um plano de ação, é provável que o deixemos tudo para o final… para nunca. Aplicações para o telemóvel como Timetable nos ajudam a nos organizarmos melhor, manda lembretes e até mesmo silenciam o celular quando precisamos nos concentrar.

Registe os seus progressos: anotar o que fazemos e ir verificar o nosso progresso é motivador e ajuda a adquirir um maior compromisso. Não importa se é em um caderno, uma folha de cálculo uma app. Anote tudo e desfrute da satisfação de cada pequena conquista.

Um extra de apoio e motivação

Há fins que são mais fáceis que outros, mas a dificuldade não é razão para desistir.

Às vezes, só faz falta lembrar que não estamos sozinhos nisto: Compartilhe o seu propósito de enviar este produto para as pessoas que se importam, assim será mais difícil cair na tentação de abandonar. Por outro lado, atualmente você pode encontrar muitas associações e comunidades online (grupos de Facebook, Whatsapp, fóruns…), em que apoiá-lo e compartilhar a experiência, quer deixar de fumar, praticar yoga, aprender um idioma.

Procure ajuda profissional: se todos os anos a tentar perder peso e não conseguir, quer reduzir o stress, mas depois o dia-a-dia se supera, contar com a ajuda profissional de nutricionistas, treinadores pessoais psicólogos , é uma opção recomendada para conseguir, desta vez sim, seus objetivos.

Não desista: falhar uma vez que não é motivo para jogar a toalha, ao contrário, nos serve de aprendizado para fazer melhor da próxima. Como já comentado, para conseguir o nosso objetivo, algumas vezes teremos com o que fazemos (motivação intrínseca), mas outras nos pode exigir um esforço extra (motivação extrínseca). Planejar uma recompensa saudável quando é necessário também ajuda: uma massagem, um dia de excursão pela montanha, ficar com um amigo, dar um livro… pense em algo que te inspire.

Antes que se dê conta, você terá se tornado suas novas rotinas em um hábito e o câmbio, que antes parecia impossível se tornou realidade e nos é mesmo fácil mantê-lo no nosso dia-a-dia.
Você já sabe quais vão ser os teus propósitos de ano novo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *